Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

the book keeper

02
Jan18

2017 Reading Challenge

Depois de muito tempo em off-mode regresso em 2018 com a intenção de levar este ano até ao fim no que toca a review de livros, dado que em 2017 acabei por me afastar, fruto do excesso de trabalho e, para ser verdadeira, da minha incapacidade para vencer a preguiça nos momentos de ócio. 

 

Não podia no entanto deixar de fazer um balanço relativo ao Book Reading Challenge que defini para mim no Goodreads, no ano que passou. Tinha traçado a meta de 40 livros, consegui terminar 37 e li muita coisa boa da qual vou partilhar convosco os meus favoritos:

 

Saga Outlander

 

Imagem relacionada

 

Em 2017 descobri e apaixonei-me perdidamente pela história escrita pela Diana Gabaldon, uma saga de viagens no tempo que coloca uma moderna enfermeira de 1968 a viver a revolta dos escoceses em 1743.

Não tenho palavras suficientes para descrever o quanto fiquei viciada neste enredo e nas suas personagens, resta dizer que li os 5 volumes já disponíveis em português. Se gostam de fição histórica, personagens inesquecíveis e um quê de magia, não percam tempo. A adaptação televisiva é também das melhores que já vi.

 

P.S: Não se deixem desmotivar pelas capas das edições portuguesas. São feínhas que doem.

 

Tuesdays with Morrie

 

Resultado de imagem para tuesdays with morrie

 

Este é outro que desmotiva só de olhar para a capa, mas o tema e as infinitas aparições em Must-read lists levaram a melhor e ainda bem. Resumidamente, trata-se de uma memória biográfica dos últimos momentos do autor Mitch Albom com o seu professor e mentor Morrie Schwartz. Este best-seller, que já está entre os meus livros favoritos de sempre, conta-nos o reencontro destas duas pessoas, dezasseis anos depois, quando Albom descobre que Morrie sofre de Esclerose Lateral Amiotrófica e tem pouco tempo de vida. Juntos decidem levar a cabo um último ensaio, onde abordarão as questões fundamentais da vida como a morte, o amor, a família, o sucesso, o dinheiro, entre tantas outras. Este é o livro que vão ter vontade de oferecer às vossas pessoas favoritas. Review completa aqui.  

 

A Man Called Ove

 

Resultado de imagem para a man called ove

 

Este divide opiniões, bem sei. Contudo, figura já na lista dos meus favoritos e mais recomendados. É a história de um velhote que perdeu a sua cara-metade e que por isso decide que não tem mais razões para viver. Ou pelo menos é o que ele acha porque a vida troca-lhe as voltas e põe no seu caminho uma família muito especial e um gato muito teimoso. A história é absolutamente ternurenta, particularmente na forma como nos conta o romance entre Ove e a sua mulher. Review completa aqui

P.S: Ainda me falta ver o filme, mas consta que também é bom! :)

 

Wonder

 

Resultado de imagem para wonder

 

Outro muito mencionado em blogs e listas de leitura e que tive oportunidade de ler em 2017 foi o Wonder. Um livro incrível que nos faz oscilar entre a lágrima e a gargalhada fácil. Uma das minhas resoluções para este ano foi diretamente retirada do discurso do director da escola, o fabuloso Mr. Tushman: "Shall we make a new rule of life...always try to be a little bit kinder than is necessary?" que por sua vez é retirada também do livro The Little White Bird escrito por J.M. Barrie. Esta citação diz tudo acerca deste livro onde nos é contada a história de um menino que nasceu com uma grave paralesia facial mas que at the end of the day é só um miúdo como todos os outros. Especial à sua maneira. Estou muito ansiosa para ver o filme. 

 

O Livro da Alegria

 

Resultado de imagem para o livro da alegria

 

O Livro da Alegria relata-nos a história de uma semana passada entre os amigos Dalai Lama e Desmond Tutu, dois dos mais importantes líderes religiosos e porta-vozes da paz a nível mundial. Surpreende-nos a tantos níveis e faz-nos reflectir sobre a Alegria, tantas vezes menosprezada face à popular Felicidade. É um livro que quero reler ao longo da vida.

 

Maus: a história de um sobrevivente

 

Resultado de imagem para maus

 

Este era outro que já queria ler há imenso tempo e este ano resolvi não deixar passar. Maus é o relato em banda desenhada da sobrevivência do pai do autor, Art Spiegelman, às atrocidades cometidas contra os judeus durante a 2ª Guerra Mundial. Se se interessam pelo tema e já leram/viram muita coisa relacionada, como é o meu caso, preparem-se para se supreenderem e descobrirem uma nova dimensão.

 

A Força do Hábito: perceber e corrigir

os hábitos na vida e no emprego

 

A Força do Hábito

 

Para finalizar a lista de favoritos, deixo-vos este Poder do Hábito, escrito pelo Charles Duhigg. Parece um livro de auto-ajuda e de certa forma até é, mas na verdade é muito mais do que isso. O Poder do Hábito tem como objetivo fazer o leitor entender como o nosso cérebro funciona com base em hábitos formados e automáticos que na realidade constituem grande parte da atividade que julgávamos ser intencional. Os hábitos são abordados ao nível do indíviduo, das organizações/marcas e das sociedades/movimentos cívicos. Baseado num elevado número de estudos científicos e casos reconhecidos, esta é uma leitura altamente estimulante que vai certamente dar-vos que pensar. 

 

Estes foram os favoritos mas abaixo deixo-vos também a lista dos outros que li e que, de uma forma geral, gostei:

- The Fountainhead, Ayn Rand - review aqui.

- The Handmaid's Tale, Margaret Atwood - review aqui

- Answer me, Susanna Tamaro

- Whatever you think, think the opposite, Paul Arden

- Still life, Louise Penny

- O Angolano que comprou Lisboa (por metade do preço), Kalaf Epalanga

- The Underground Railroad, Colson Whitehead

- Siddartha, Hermann Hesse

- Cada palavra é uma semente, Susanna Tamaro

- O Jogo do Acaso, Penny Vincenzi

- Eleanor & Park, Rainbow Rowell - review aqui.

- We are all completely beside ourselves, Karen Joy Fowler

- A beleza das coisas fragéis, Taiye Selasi

- Gone Girl, Gillian Flynn - review aqui

- A Amiga Genial, Elena Ferrante - review aqui.

- Go Set a Watchman, Harper Lee

- The Course of Love, Alain de Botton - review aqui.

- The Little Book of Hygge: The Danish Way to Live Well, Meik Wiking

- Ouve a Canção do Vento, Haruki Murakami

- Nem todas as baleias voam, Afonso Cruz - review aqui.

- O Labirinto dos Espíritos, Carlos Ruiz Zafón - review aqui

- Ecos Invisíveis, Tony Sandoval e Grazia La Padula

- About Grace, Anthony Doerr

- Pluto: A Wonder Story, R.J.Palacio - review aqui

- NW, Zadie Smith

 

E vocês? Quais foram os vossos favoritos de 2017? Já têm muitos na mira para 2018?

 

P.S: Se andam pelo Goodreads a partilhar coisas boas, please add me!!