Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

the book keeper

10
Nov16

Ensaio sobre a cegueira*

ensaiosobreacegueira.jpg

 

Artwork: Hisashi Okawa

 

“A cegueira também é isto, viver num mundo onde se tenha acabado a esperança.”

 

Ao ler o Ensaio sobre a cegueira veio-me frequentemente à cabeça uma frase dita por um professor da faculdade, cujo autor não consigo precisar, mas que consistia mais ou menos nisto: a electricidade é o que nos diferencia dos animais, uma vez na escuridão, perdemos todo e qualquer traço de racionalidade. Foi nisto que pensei uma e outra vez enquanto lia esta livro, porque a cegueira, ainda que branca, não é mais do que cairmos na escuridão.

 

Vivemos enquanto seres racionais e comportamo-nos porque tememos ser observados. Comportamo-nos de acordo com aquilo que é aceite. E muito deste pressuposto assenta na ideia, na imagem que construímos para os que nos observam. Quando ninguém vê, nada mais importa, porque não conseguimos julgar e policiar os outros. 

 

Este é um livro brutal que nos sugestiona uma profunda reflexão sobre a humanidade. E é assustador ponderar o que aconteceria se de repente alguém apagasse a luz. Ou se alguém já apagou a luz e a ausência de esperança não é somente uma forma de cegueira voluntária. 

 

*Pareceu-me um livro relevante pós-eleições americanas.De repente, alguém apagou a luz. 

 

9 comentários

Comentar post